<span style='font-size: 20px;'>Introdução:</span> Introdução:

Os primeiros acordes que todo músico deve ter em mente são os acordes maiores. Existem 7 tipos de acordes maiores. Com o seu desenvolvimento você aprenderá novos acordes com pestana e também os acordes menores. Nesta lição nós aprenderemos os acordes básicos, acordes maiores e menores.

<span style='font-size: 20px;'>Tipos de Acordes</span> Tipos de Acordes

Para você poder tocar músicas em instantes você precisa dominar ao menos os acordes básicos do violão. Conforme você for aumentando seu conhecimento e suas habilidades verá que o jogo de acordes é algo simples de se aprender. Quando você começar a dominar acordes, escalas e ritmos no violão estará fazendo música!

Todas as músicas possuem acordes. Ao menos que seja algo mais instrumental com solos etc… Se não, a maioria das músicas que você escuta possuem tablaturas e nestas tablaturas encontram-se os acordes. Por isso a compreensão dos acordes é importante, pois irá melhorar e resumir sua maneira de tocar violão.
 

Acordes Maiores:

Vamos começar pelos acordes maiores. No diagrama abaixo você verá os acordes maiores, (A, E, D, G, C, F e B). Onde possui uma bolinha preta, a corda precisa ser pressionada. Onde a bolinha é branca, a corda deve ser tocada solta e onde possui aquela curva sobre as cordas é a pestana. Segue abaixo a posição dos 7 acordes maiores mais simples:

acordes maiores
 

Acordes Menores:

Já os acordes menores são comumente usados na parte das melodias dentro das músicas. Assim que você estiver dominado os acordes maiores pode avançar para os menores, estes necessitam de um pouco mais de concentração e prática. Mas nada que não se possa aprender, não é mesmo?

A maioria destes acordes não necessitam de uma grande mudança das mãos, são mudanças simples que você deve ir pegando com o tempo. Você pode obter tons mais agudos e mais graves no mesmo acorde, sabendo quando tirar ou adicionar dedos ao braço do violão. A diferença entre os acordes maiores e os menores é sua tonalidade, nos menores a distância entre a nota C e E é de 1 tom e meio, já entre E e G a distância é de 2 tons. Já nos maiores a diferença é de 2 tons e 1 tom e meio, respectivos. Os acordes maiores possuem um “m” após a nota para se diferenciarem dos maiores. Exemplo: D (Ré Maior) e Dm (Ré Menor). Segue abaixo um diagrama com os acordes menores mais simples.

acordes menores




<span style='font-size: 30px;'>Revisar:</span> Revisar:

Post sobre como ler acordes, onde explicamos a maneira de colocar os dedos e demais detalhes que possam aparecer em acordes.